Legendary Heroes – uma cópia que também deu certo.

Grande e curioso fato ocoreu por volta dos meados da década de noventa do milênio passado -hehehe, sempre quis escrever isso – quando um grupo de desenhistas de renome da gigante Marvel Comics, descontentes com a imutabilidade moral e ética dos personagens que desenhavam, decidiu fundar sua própria editora. Esse novo grupo empresarial do ramo dos quadrinhos tinha muito talento nas mãos e ousadia no peito e, com isso fundaram a IMAGE Comics.
Para atrair compradores os fundadures do grupo decidiram que nas suas revistas as cenas de vioência explícita eram permitidas, as situações sexuais deveriam ser menos veladas e os personagens deveriam ficar em um limbo, nem heróis e nem bandidos.
Com isso, Todd Mcfarlane, Jim Lee, Mike Deodato, Mark Silvestri, Erik Larssen, só para citar alguns, levaram ao público ávido por qualquer tipo de inovação, as sua criações. De plano, todas foram recebidas em homenagem aos seus pais, contudo, com o tempo, à mingua de idéias e roteiros inteligentes, personagens concebidos com maestria passram a ser motivo de piada.

O mais curiosos dessa história toda foi a resposta dada à essa nova onda de heróis violentos, que partiu justamente da DC Comics, com a obra prima “O Reino do Amanhã”, na qual as Lendas vivas tentam conter a ação dos novos heróis, os quais são adeptos da filosofia maquiavélica de que os fins justificam os meios e conseguem, com suas ações, serem tão ou mais violentos que os malfeitores que eles combatem. Passada esta fase de constestação da moral dos heróis, até mesmo a IMAGE, rendeu-se a um código mínimo moral limitativo da atuação dos seus “filhos”, o que de nada adiantou para impedir o seu quase total perecimento da editora que conta, na atualidade, com alguns poucos títulos e apenas um personagem com algum sucesso (o Spawn de Todd Mcfarlane).

Verdade seja dita, quando a IMAGE apareceu no mercado de quadrinhos, suas estrelas nada mais eram do que remakes de personagens já existentes. Para confirmar esta afirmação basta lembrarmos do Warblade dos Youngbloods e do RipClaw do Cyberforce, ambos tinham garras e a personalidade brutal do Wolverine dos X-man. O mesmo há de se dizer do Savage Dragon, que foi motivo de risos quando de seu lançamento, porque todos diziam que ele não passava de uma versão do Gigante Verde com uma barbatana na cabeça.

Por derradeiro, meio que como golpe de misericórdia, a IMAGE uniu forças a outras editoras nanicas, tais como a Dark Horse e a Top Cow, e juntas lançaram uma linha de action figures espelhadas nos seus filhos mais queridos.

Como não poderia deixar de ser, elas não criaram um estilo próprio de bonecos, mas sim copiaram algo que já existia. Digo isso, porque sem a menor dó no peito o padrão de múltiplos pontos de articulação da Marvel Legends (Toy Biz) foi inteiramente plagiado. Bem como o conceito de que cada figura da vem com uma parte de um boneco que empresta seu nome a linha.

O resultado final, confesso, não ficou ruim.Muito pelo contrário. Com esse acontecimento, os colecionadores passaram a ter uma certa homogeneidade de fonte, de modo que figuras da Marvel Legends e da sua irmã Legendary Heroes, guardam perfeita compatibilidade.

É certo que ainda não consegui comprar todas as figuras das duas linhas que já foram lançadas (a The Pitty e a Apeman) e que nem tive acesso a todas às figuras, contudo, as que eu tenho são perfeitas.

O engraçado é que eu resolvi comprar essas figuras apenas para ver se elas eram bem feitas. Acabei fã dessa série chalatona e adiqüirindo, até a presente data, os seguintes personagens:

O Madman;
O Savage Dragon – versão com camisa;
O Strike;
O RipClaw.

Aqui cabe uma pequena observação por razões óbvias de justiça; a pintura desses personagens é bem superior à dos seus “primos famosos”.

No mais, eles em nada perdem ou ganham da boa e velha Marvel Legends.

Aos meus amigos, uma boa noite e um [].

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: