Homem-Aranha 2099:

Caros amigos,

acredito que alguns de vocês tenham recordações prazerosas dos anos 90. Esta década para, mim em particular, foi a “mãe” das grandes mudanças.

Mas não foi para relatar a minha vida a partir de 1990 que eu resolvi abrir este post. Eu citei este período para ajudar a situar alguns dos leitores (os mais novos) no tempo, uma vez que foi justamente por esta época que a Marvel Comics deu a luz ao seu Universo 2099.

Neste cenário futuro que foi idealizado, o mundo seria muito mais cruel, violento e, ainda, dominado por grandes conglomerados. O Estado havia se dissolvido e tudo, de saúde à segurança, estaria sendo prestado por empresas inescrupulosas.

Como os antigos heróis haviam desaparecido (não me perguntem o porquê?) novos precisariam entrar em cena para proteger os “pobres e oprimidos“.

Surgiriam, então os novos Homem-Aranha, Justiceiro, Motoqueiro-Fantasma, Hulk, Dr. Destino, X-men e o Ravege, todos heróis (ou algo próximo disto) mais impiedosos do que as suas versões clássicas.

Há que se dizer que este novo universo não foi muito bem aceito pelos leitores de uma forma geral, salvando o Homem-Aranha e o Justiceiro, os demais títulos (na minha opinião singela) eram realmente bem fracos.

Feita esta retrospecção, volto ao momento atual para dizer que recentemente a Hasbro (uma grande e competente fabricante de brinquedos norte-americana) adquiriu os direitos de produção dos bonecos da Marvel e, neste ínterim, resolveu reeditar algumas raridades. Uma delas pertence à série do Aranha, e é o Homem-Aranha 2099.

Para aqueles que não sabem, este novo herói chama-se Miguel O’hara, e até o momento do acidente que causou a sua transformação ele era um dos cientistas mais brilhantes e competentes da Achemax, uma das grandes corporações que controlavam a “paz” social da época e que estava envolvida em várias negociações escusas.

O’hara na tentativa de criar um “extremófago” criou uma máquina que, em tese, deveria ser capaz reproduzir os poderes e as habilidades do Homem-Aranha original. Quando do acidente durante um teste o nosso herói teve o seu ADN alterado e o computador, do modo que pôde, conferiu a ele capacidades aracnídeas. Com isso ele passou a possuir garras para escalar as paredes, a produzir a seda da teia por duas glândulas nos seus antebraços, força, resistência e agilidade extremas e uma mordida venenosa (esta última foi gaiata demais).

O boneco deste personagem é bem legal e como qualquer boneco do Aranha, possui considerável número de articulações. Contudo os pontos das pernas não são em bola, o que diminui bastante a posibilidade da figura.

A fora este pequeno pecado, a Hasbro acertou inclusive na cor, que recebeu a adição de um pigmento metalizado o que conferiu maior beleza e realismo ao personagem.

A figura vem acompanhada de uma “capa” de teias que o personagem realmente usa e que serve para aumentar o seu atrito com o ar de modo a diminuir a velocidade nas suas quedas, além de que este acessório lhe confere maior precisão durante a realização de saltos mais radicais.

Acho que estes eram os pontos mais importantes sobre o boneco, por isso encerro mais um post desejando a todos uma boa noite.

[] a todos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: