Spawn 10th anniversary.

Caros amigos,

de certo muitos de vocês acharão estranho encontrar um post sobre um boneco do Spawn nesse blog, que até então era dedicado a personagens da DC.

Por isso, em respeito ao entendimento dos senhores resolvi usar essas linhas iniciais para rescrever uma breve explicação. Diversamente do que muitos imaginam, esse blog foi concebido para, a um só tempo, divulgar a minha coleção e prestar algum auxílio aos colecionadores menos experientes, que precisem de informações sobre as características de um ou outro boneco.

Por isso, sempre que escrevo sobre um personagem tento, dentro das minhas limitações, descrevê-lo da melhor forma possível, informando o número de pontos de articulações, pintura, escultura etc. Sendo assim, não posso ter compromisso com uma ou com outra coleção, mesmo porquê, a minha própria coleção é bem sortida. Confesso, contudo, que os bonecos da DC são representam a maioria do meu acervo pessoal.
Acredito que esse post sirva de porta de entrada para a exibição de vários outros personagens de coleções, tais como os HannaBarbera, TMNT, Saint Seiya, Speed Racer, Lady Death e outros mais. O segundo e último ponto que ressalto diz respeito ao universo Image, mais especificamente ao mundo do Spawn.
O soldado do inferno me foi apresentado por um amigo meu, o Luiz Roberto “Beto” de Garcia Paula, que começou a importar as revistas do “defuntão” à medida que elas eram lançadas. Eu, que na época era um duro, ficava sempre no aguardo do último número para que eu pudesse ler a penúltima edição e me deliciar com o traço do Todd Mcfarlane. Após uns 45 números da revista, sem que uma razão que não o tédio me venha à cabeça, o Beto perdeu o seu interesse pelo herói mascarado e me deu todas as suas revistas. Fiquei no Céu.
Nessa época eu tinha acabado de entrar para a faculdade e estava correndo um boato de que a Abril iria publicar os títulos da Image no Brasil, dentre os quais estava o do Spawn. Já não estava mais no Céu, fui ao Nirvana, a coisa tinha ficado ainda melhor. Colecionei a edição nacional, relendo com a maior empolgação todos os números que eu já tinha, até o número 45. Quando li a primeira história inédita para mim, foi quase um renascimento. Tive de aguardar quase uns 2 anos para alcançar essa prêmio, mas tinha valido à pena.
O problema é que, passado algum tempo e muitos números a frente, percebi que as histórias novas pouco faziam a trama evoluir. Eu não conseguia sair do lugar por mais que eu lesse números novos.
Essa sensação de mesmice foi o que fez com que eu, na ápoca com o número 89 da revista nas mãos, largasse definitivamente o personagem de lado. Na época fiquei tremendamente aborrecido, porque as revistas não traziam nada de novo bem como as séries da Mcfarlane Toys, que preferiam lançar bonecos estranhos e sem pares nos quadrinhos. Como exemplo posso lembrar do Tremor II, Cyber Violator, Overkill II, Mangler, Scourge, Crounch, Rottar, Grave Digger, Gate Keeper, Widow Maker, Sabre e uma pá de spawns bizarros (nuclear, alien, renegade, zombie etc).
Por isso, vendi toda a minha coleção de revistas e bonecos, guardando dessa última, apenas, os bonecos Spawn III e o do filme. Desse dia em diante, nunca mais comprei nenhum boneco ou revista do Spawn.
Há poucos dias, entretanto, vasculhando o Mercado Livre em busca de novas aquisições para a minha coleção da DC, encontrei anunciado um Spawn 10th anniversary e, examinando o personagem (sua escultura, seus pontos de articulação e sua pintura) meu entusiasmo pela coleção voltou. Dei o lance, e arrematei o boneco.
Como eu tinha visto que o vendedor (Albertão.com – a quem recomento a todos que quiserem comprar no Mercado Livre em razão do profissionalismo)também morava no Rio de Janeiro, combinei com ele o encontro, para o acerto de contas, para o dia seguinte. Nos encontramos, ultimamos a negociação e eu voltei para casa feliz da vida. Quando abri a cartela, percebi que o boneco era muito mais legal do que eu imaginava. Ele foi pintado e esculpido de forma impecável com a sua roupa inicial, com os detalhes em vermelho.
Sua capa, que é monstruosa, tem vários pontos de articulação, tal qual o próprio personagem. O diorama que vem com o Spawn é nada menos do que o topo do campanário da igreja com a cruz em que ele se empoleira durante a noite. As articulações do personagens foram dispostas no melhor estilo Marvel Legends, já o boneco as apresenta no pescoço (em bola) ombros, peitorais, cotovelos, porções medianas dos rádios, pulsos, parte superior do torso, parte mediana do torso, abdómen, cintura, pernas (em bola), joelhos (em dois pontos – tipo ML), tíbia, tornozelos (em bola) e nas pontas dos pés.
Acompanha o personagem uma corrente de metal de quase um metro de cumprimento, que é o item responsável pelo toque de realidade que o boneco leva. A única crítica que eu tenho a fazer a essa obra prima da Mcfarlane Toys diz respeito à proporção das pernas do boneco. Na minha opinião, acho que elas ficaram muito longas em relação ao resto do corpo. Contudo, isso é apenas um detalhe se considerarmos o todo.
Esse é um personagem maravilhoso e aconselho a todos que tenham a oportunidade de adquirir um exemplar desse Spawn, que não a desperdice. Ao findar essa postagem aproveito o ensejo para render uma homenagem a uma pessoa muito especial para mim a quem não tenho mais, por uma razão ou por outra, encontrado com a freqüência com a qual eu gostaria: meu irmão Beto.
O cara que me ensinou a apreciar as HQ‘s, o parceiro de Tai Chi, Savate e de Jiu Jitsu, o meu eterno rival nos jogos de luta do Super Nintendo e de Neo Geo, o picareta invencível nas partidas de Marvel Overpower, no camarada nas noites de farra e muitas outras coisas.

Na verdade, seria muita pretensão minha tentar enumerar a importância desse sujeito na minha vida uma vez que temos juntos quase 20 anos de convivência. Registro contudo, o orgulho que sinto pelo meu “irmão”, pela pessoa maravilhosa que ele sempre foi e pelo grande educador que ele se tornou.

[]’s a todos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: